Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

segunda-feira, 15 de março de 2010

Catalogando Montanhas - Anhangava

Anhangava vista do Chiquinho: foto Rafael

Considerado um campo escola para quem pratica escalada e montanhismo, localizado em Quatro Barras na Serra da Baitaca e com uma altitude de 1420 mts, é a porta de entrada da Serra do Mar. Seguindo para uma trilha tranquila em menos de uma hora de caminhada é possível chegar já nas primeiras vias de escalada. As mais conhecidas são Caninana, Andorinhas, e a da Mônica. Com mais 170 vias de escalada, o Anhangava é ideal para quem gostaria de começar a praticar essa modalidade. Uns dos pontos de referencia muito indicado para um bom descanso é a Pedra do Almoço aonde se pode fazer um lanche e apreciar a paisagem. Mais adiante está um trecho que será vencido com a ajuda de degraus fixados nas rochas. E uma rampa de pedra e granito que segue até o cume da montanha. Uma caminhada de 1hr de 30 minutos.

Nos anos 90 era possível acampar no cume, mas devido a vândalos e diversos assaltos o IAP (Instituto Ambiental do Paraná) começou a restringir acampar no cume, seguido até de multa. No Anhangava se proporciona uma visão magnífica de toda serra do mar, com vista para o pico do Marumbi, Pico do Paraná e até Ciririca e diversas outras montanhas. Próximo ao morro existe um campo de asa delta onde se é possível a pratica deste esporte.

Via Caninana - Foto Reginaldo Mendes


Para chegar lá é só pegar o ônibus Quatro Barras (pode ser pela BR-116 ou Via Graciosa) no Terminal do Guadalupe, e descer no Terminal de Quatro Barras e então esperar o Borda do Campo, indo até o ponto final, segue a estrada de terra até o posto do IAP. Para quem for de carro pela primeira vez é só seguir as placas, podendo ir pela linha do ônibus que vai até o posto, ou pelo lado da asa delta, numa estrada de chão, chegando até o Chiquinho. Todos os dois caminhos levam na mesma trilha após a bifurcação. Anhangava significa "morada do diabo" em tupi-guarani e não se tem notícia da primeira ascensão, mas na Caverna do Urubu existem inscrições do séc. XVIII. Para registros esportivos, foi Rudolf Stamm o pioneiro em realizar excursões ao morro. Stamm fazia parte do Circulo dos Marumbinistas de Curitiba e em 1943 já organizava ascensões oficiais deste clube ao topo da montanha. Em princípios do séc. XX foi estabelecida uma romaria católica com a criação de uma "via crucis". Hoje para evitar a degradação da montanha, a missa não esta sendo mais feito no Anhangava e sim numa montanha ao lado o Morro da Samambaia, e com um grupo bem reduzido de no maximo 300 pessoas por missa.

Via Andorinhas umas das mais fáceis para escalar.

foto: Reginaldo Mendes

Os boulders são um caso aparte. E existem dezenas espalhados pelas trilhas, não deixe de experimentar o clássico Prestobarba, e O Futurista - considerado um dos mais difíceis do país. Hoje não é mais permitido acampar no Cume, quem ser arrisca pode ter sérios problemas com a justiça, a montanha está la para bate e volta, e fazer excelentes escalas, levar a família toda se possível, uma caminhada em respeito à natureza. Apreciando os momentos bons que ela nos oferece, depois que houve a proibição de acampamentos a montanha ficou um pouco mais limpa e social e muitos falsos montanhistas pararam de frequentar a montanha dando acesso somente para pessoas de bens que hoje vão la para apreciar a beleza da serra do mar.

Nenhum comentário: